O Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande tem a satisfação de convidar para a cerimônia de lançamento do livro "Parasitos de peixes marinhos da América do Sul" que tem como editores Dr. Jorge C. Eiras (Universidade do Porto, Portugal) ,Dra. Ana Luiza Velloso & Dr. Joaber Pereira Jr.  (ambos do Instituto de Oceanografia da FURG) que será realizada dia 14/10/2016 às 14h no Auditório João Rocha, atual prédio da PROPLAD, Campus Carreiros, FURG.

O livro é uma extensa revisão bibliográfica sobre a ocorrência de espécies parasitas em peixes marinhos da América do Sul. Resulta da cooperação de vários autores do Brasil, Chile, Portugal e Inglaterra, especialistas nos grupos parasitas descritos. Essa obra preenche uma lacuna da área de parasitologia, facilitando aos pesquisadores o acesso a essas informações.

O estudante Plínio Furtado, do Programa de Pós-Graduação em Aquicultura (PPGAqui) do Instituto de Oceanografia (IO) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), recebe nesta quinta feira a menção honrosa do prêmio Vale-Capes de Ciências e Sustentabilidade por sua tese de doutorado, intitulada “Relevância da Alcalinidade, pH e Dióxido de Carbono na Sobrevivência e Crescimento de Litopenaeus vannamei (Boone 1931) em Sistema de Bioflocos”.

A premiação foi destinada ao acadêmico por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a VALE S.A. O trabalho participou da área temática I: “Processos eficientes para redução do consumo de água e de energia”. Furtado desenvolveu a tese no Laboratório de Carcinocultura, sob orientação do Dr Wilson Wasielesky Jr e co-orientação do Dr Luis Henrique Poersch. Atualmente, o estudante realiza estágio pós-doutoral na Estação Marinha de Aquacultura (EMA).

O orientador e professor do IO-FURG, Wilson Wasielesky, ressalta o trabalho realizado no laboratório, que desenvolve técnicas de cultivo de camarões em sistemas ecologicamente corretos, visando a sustentabilidade ambiental. Furtado, com os resultados obtidos na tese, publicou mais de dez artigos em revistas nacionais e internacionais. “A menção honrosa recebida serviu para enaltecer as pesquisas desenvolvidas pelos discentes e docentes do Laboratório e espero que este reconhecimento possa estimular, positivamente, os novos alunos”, afirma Wasielesky. 

A cerimonia de premiação será realizada nesta próxima quinta feira dia 29/09/2016 as 18:00, na sede da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), em Brasília, DF. O Prêmio Vale-Capes premia teses de doutorado e dissertações de mestrado que trouxeram ideias, soluções e processos inovadores para questões como redução do consumode água e energia, redução de gases do efeito estufa (GEE), aproveitamento, reaproveitamento e reciclagem de resíduos e/ou rejeitos e tecnologia socioambiental com ênfase no combate à pobreza. O prêmio se refere às teses e dissertações defendidas no Brasil em 2014 e foi criado a partir de uma parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Vale, firmada durante a conferência Rio +20.

Retificação dos Editais de Seleção 02/2016 (mestrado/doutorado) disponibilizados nas notícias do IO, FURG e PPGOFQG, devido as correções realizadas nos e-mails previamente indicados.

 

EDITAL Nº 002/PPGOFQG/2016 - MESTRADO e DOUTORADO

Período de inscrição: 19/09/2016 - 10/11/2016

PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO 1/2017

O PPGOFQG divulga editais para seleção de Mestrado e Doutorado

O Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica (PPGOFQG) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) divulga editais para seleção de candidatos para mestrado e doutorado. São oferecidas 23 vagas para Mestrado e 12 para Doutorado.

As inscrições estão abertas até 10 de Novembro de 2016 e podem ser iniciadas no site http://www.siposg.furg.br/

Para o mestrado serão aceitas inscrições de candidatos comprovando a sua conclusão até a data da matrícula (agosto de 2016): portadores de diploma, certificado ou atestado de conclusão em curso de graduação, de duração plena em Ciências Exatas e da Terra (e áreas afins), fornecido por instituição autorizada pelo Conselho Federal de Educação ou por instituição de ensino superior de outro país, devidamente revalidado. As mesmas exigências aplicam-se para o caso de diplomas e certificados de conclusão emitidos no exterior. Nestes casos, os diplomas e certificados em outro idioma não necessitam ser acompanhados de tradução juramentada para o português.

No doutorado serão aceitas inscrições de candidatos comprovando a sua conclusão até a data da matrícula (agosto de 2016): portadores de diploma, certificado ou atestado de conclusão de curso em nível de Mestrado. As mesmas exigências aplicam-se para o caso de diplomas e certificados de conclusão de Mestrado emitidos no exterior. Nestes casos, os diplomas e certificados em outro idioma não necessitam ser acompanhados de tradução juramentada para o português.

Mais informações sobre o processo estão disponíveis no edital de Mestrado e de Doutorado, disponíveis no sistema SIPOSG e no site do Programa (www.ocean.furg.br).

 

Prezados,

É com satisfação que lançamos hoje o edital do Processo Seletivo do PPGC para ingresso em 2017, com inscrições para o período de 16/09 a 31/10/2016.  Neste ano iniciamos um procedimento diferente, com a realização de uma prova escrita realizada à distância e entrevista com os candidatos. Ainda como inovação, as entrevistas poderão ocorrer à distância, por videoconferência. Esperamos com este novo procedimento alcançar não apenas uma maior cobertura do território nacional, mas também países latino americanos e de idioma português. Visando a máxima divulgação, solicitamos o auxílio de todos na disseminação do material em anexo. O edital e a inscrição online encontram-se disponíveis no sítio do SIPOSG (http://www.siposg.furg.br/curso/977)

Desde já agradecemos a todos,

Comissão de Seleção do PPGC

Titulares

Prof. Dr. Rafael Medeiros Sperb (Presidente)

Profa. Dra. Dione Iara Silveira Kitzmann

Prof. Dr. Milton Lafourcade Asmus         

Suplentes

Prof. Dr. Paulo Roberto Armanini Tagliani

Prof. Dr. João Luiz Nicolodi

Profa. Dra. Débora Fernanda Avila Troca

Neste início de setembro, na cidade de Curitiba, aconteceu o “XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia”, o mais importante da área no país. Neste evento participaram três alunas do laboratório CONECO do IO-FURG, envolvidas com a ecotoxicologia e que desenvolvem suas pesquisas sob orientação da Profa. Grasiela Pinho.

Ana Paula dos Santos (aluna de IC - Biologia Bacharelado da FURG) participou com uma apresentação oral intitulada “Avaliação da toxicidade de partículas de tintas anti-incrustantes presentes no solo para Eisenia andrei (ANNELIDA-CLITELATA). (Autores: Ana Paula dos Santos, Sanye Guimarães; Flávio Manoel da Silva Jr; Grasiela Pinho)”, explorando a problemática dos solos dos estaleiros as margens do Estuário da Laguna dos Patos.

Martina Rossato (aluna de doutorado - PPGOFQG da FURG) participou primeiramente com uma apresentação oral intitulada “Distribuição e cinética do composto anti-incrustante Tributilestanho no gastrópode Buccinum undatum. (Autores: Martina Rossato, Claude Rouleau, Grasiela Pinho), ampliando os conhecimentos que envolvem o uso de gastrópodes como bioindicadores ambientais da contaminação por TBT.

Sanye Guimarães (aluna de doutorado - PPGOFQG da FURG) participou primeiramente com uma apresentação oral intitulada “Partículas de tintas anti-incrustantes: uma fonte singular de toxicidade para organismos bentônicos. (Autores: Sanie Soroldoni, Samantha Silva, Ítalo Castro e Grasiela Pinho), explorando a problemática das partículas de tinta produzidas nos estaleiros, ao atingirem os sedimentos estuarinos.

No último dia de congresso, foram reunidos na Sessão Especial “Panorama atual das pesquisas relacionadas as tintas anti-incrustantes no Brasil” os principais nomes do país no tema. Entre eles estavam novamente as alunas Martina e Sanye apresentando aspectos de suas teses de doutorado: “Avaliação do potencial tóxico dos metais lixiviados das partículas de tintas anti-incrustantes (Sanye Guimarães)” e “Gastrópodes como bioindicadores da contaminação por organoestânicos: considerações importantes (Martina Rossato)”.

O congresso foi um evento importante para a troca de informação entre pesquisadores da área, bem como para a divulgação das atividades de pesquisa realizadas no laboratório. Cabe ressaltar que Martina foi premiada no evento como “melhor apresentação oral”, reforçando a qualidade e importância do trabalho realizado pelo grupo. O laboratório segue aberto para novos alunos de graduação, mestrado e doutorado que tenham entusiasmo para trabalhar no tema.

Aluno de doutorado do Laboratório de Dinâmica e Modelagem Oceânica participa de treinamento e congresso internacional na China.

Maiores informações em 

https://dinamolab.net/2016/09/12/aluno-de-doutorado-do-dinamo-participa-de-treinamento-e-congresso-na-china/

Curso aberto:

Rmarkdown: um jeito simples de escrever relatórios (ou artigos!), criar apresentações e gerenciar sites no RStudio.

Data: 31 de agosto/2016
Hora: 09:00h até 12:00h

Local: Sala 6201

Conteúdo: RMarkdown é uma linguagem de rápido aprendizado para criar documentos em PDF ou HTML que incluam textos, figuras, gráficos, tabelas e fórmulas. É capaz de inserir no arquivos gráficos criados no R. Arquivos profissionais em PDF podem ser criados, tanto para relatórios de estudantes como para escrever artigos científicos. A partir dos arquivos em HTML podem ser criadas apresentações portáveis e simples, porém eficientes. Um site inteiro pode ser criado usando os arquivos HTML, que pode ser gerenciado facilmente usando as ferramentas que a nova versão do RStudio traz.

Público: Aberto a qualquer pessoa.

Inscrições: https://mauricio-camargo.github.io/extensao.html

Está no ar, desde o início das Olimpíadas do Rio de Janeiro, o site Previsor Olímpico, desenvolvido pelo Serviço Meteorológico Esportivo (SME). No endereço, são divulgadasinformações meteorológicas voltadas para a população e os competidores, a fim de os manterem sempre atualizados sobre o clima e suas alterações, principalmente para aqueles que participam de modalidades dependentes das condições meteorológicas, como triatlo, ciclismo e natação. O ambiente, que pode ser acessado em http://www.sme2016.org, conta com diversos colaboradores, dentre eles o Sistema de Monitoramento da Costa Brasileira (SiMCosta), sediado na Universidade Federal do Rio Grande (FURG). 

O site ficará no ar até o fim dos Jogos Paralímpicos, em 18 de setembro. Até lá, todos os órgãos que participam da iniciativa repassam dados para o SME, que, segundo o coordenador do SiMCosta, o docente do Instituto de Oceanografia (IO) da FURG Carlos Garcia, realiza estudos de previsibilidade do tempo e disponibiliza as previsões no site para os locais de competição dos Jogos Olímpicos. A cobertura envolve, atualmente, Copacabana, Barra da Tijuca, Maracanã, Deodoro, Estádio do Maracanã, Arena Corinthians e Mineirão. 

A participação da SiMCosta é a partir do envio de dados sobre vento, pressão atmosférica, umidade relativa do ar, temperatura da água, salinidade, correntes marinhas e ondas, por boias instaladas na praia de Copacabana e Baía de Guanabara. A divulgação envolve o intercâmbio de dados meteorológicos, ambientais, previsões numéricas, boletins de previsão de tempo, qualidade do ar, avisos de tempo severo.

No último dia 03, o Google anunciou os projetos acadêmicos vencedores do programa de Bolsas de Pesquisa Google para a América Latina, entre eles um projeto do Instituto de Oceanografia da FURG que pretende desenvolver estações autônomas de baixo custo para medir o impacto das mudanças climáticas nas geleiras.

A edição 2016 do programa recebeu um total de 473 pedidos de financiamento, de 13 países. A partir da avaliação realizada por um grupo de 35 engenheiros do Google com ampla experiência em pesquisas de pós-graduação, foram selecionados 24 projetos, sendo 17 projetos do Brasil, dois do Chile, dois do México, um do Peru, um da Argentina e um da Colômbia. Segundo o diretor de Engenharia do Google Brasil, Berthier Ribeiro-Neto, os projetos são selecionados a partir de critérios como impacto, originalidade, qualidade e adesão às áreas chaves de interesse da empresa. O diretor destaca que o objetivo do programa é valorizar e fomentar as pesquisas e os talentos existentes na América Latina.

O trabalho do IO/FURG é coordenado pelo professor Jorge Arigony-Neto e pelo doutorando Guilherme Tomaschewski Netto, do Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica da FURG. O projeto propõe novos métodos para o monitoramento de geleiras através de uma rede de equipamentos de baixo custo e código aberto que permite acompanhar de forma periódica os impactos climáticos nas geleiras, além de transferir remotamente essas informações. Segundo o prof. Jorge Arigony, a ideia para o projeto surgiu através das atividades de campo do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) da Criosfera, do qual o IO/FURG é parte, quando os pesquisadores identificaram a necessidade de medir com maior precisão o derretimento na superfície das geleiras, para poder melhorar as estimativas de contribuição dessas para o aumento do nível médio dos mares. O Cientista da Computação Guilherme Netto, que também é professor na Universidade Federal de Pelotas, afirma ainda que a construção dos equipamentos de forma customizada às necessidades do tipo de terreno estudado, dá uma autonomia bastante grande na coleta de informação e um caráter inédito na forma como estas serão coletadas. Com a bolsa do Google, e o novo financiamento recebido pelo INCT da Criosfera para os próximos 5 anos, os pesquisadores esperam poder testar e validar as estações meteorológicas e de medidas de derretimento do gelo nas condições das geleiras da Patagônia e Antártica.