Nesta segunda-feira, 29, estão viajando a Montevidéu (Uruguai) os professores do Instituto de Oceanografia da FURG Luís André Sampaio e Wilson Wasielesky Junior. A convite da FAO, órgão das Nações Unidas para a agricultura e alimentação, ambos participam do Taller Regional “Situación y Perspectivas del Cultivo de Peces Planos en América del Sur”.

Esta reunião tem como objetivo avaliar os estudos já realizados sobre a criação de linguado na América do Sul e propor novos temas de estudo para o futuro. O Laboratório de Piscicultura Estuarina e Marinha da FURG, coordenado pelo prof. Sampaio, é referência no estudo da criação de linguado e o prof. Wilson desenvolveu estudos sobre o linguado antes de assumir a coordenação do Laboratório de Carcinicultura da FURG.

Além dos professores da FURG, o evento terá a participação de pesquisadores do Uruguai, Argentina, Chile e Peru. O professor Sampaio apresentará uma palestra versando sobre os últimos resultados publicados a respeito da criação de linguado. O evento vai de 30 de novembro a 2 de dezembro, nas cidades de Montevidéu e Cabo Polonio (Rocha).

 A comissão para eleição de coordenadores e coordenadores adjuntos dos Cursos e Programas do Instituto de Oceanografia para o Biênio 2011/2012 (CE-IO 2011/12) divulga as chapas homologadas:

- Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura: coordenador Prof. Dr. Wilson Francisco Britto Wasielesky Júnior e coordenador adjunto o Prof. Dr. Luís André Nassr de Sampaio;
- Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Biológica: coordenador Prof. Dr. Eduardo Resende Secchi e coordenador adjunto o Prof. Dr. João Paes Vieira Sobrinho;
- Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica: coordenador Prof. Dr. Maurício Magalhães Mata e coordenador adjunto Prof. Dr. João Luiz Nicolodi.

Como cada programa teve apenas uma chapa inscrita, o Conselho do Instituto decidiu que não haverá eleição e os candidatos deverão ser indicados pelo Conselho do Instituto de Oceanografia para ocupação dos respectivos cargos, no Biênio 2011/2012. Não houve candidatura para coordenador e coordenador adjunto do curso de Oceanologia. “O diretor do IO deverá convocar reunião dos professores do curso, para decidir sobre os futuros coordenador e coordenador adjunto”, esclarece o presidente da comissão Prof. Mario Chim.

As pesquisadoras brasileiras mestres Camila Marin e Amália Detoni, do Grupo de Oceanografia de Altas Latitudes (Goal), do Instituto de Oceanografia (IO) da FURG, embarcaram no navio indiano “Sagar Nidhi” para um cruzeiro de 45 dias no oceano Índico, entre as Ilhas Mauritius e o continente Antártico. Camila e Amália executarão atividades do projeto Antarctic Circumpolar Current fronts Interactions Around Crouzet Plateau Regulating Phytoplankton Assemblage (ACC-PHYTO), que é parte da colaboração firmada entre o Programa Antártico Brasileiro (Proantar) e o Centro Nacional de Pesquisas Antárticas e Oceânicas da Índia (NCAOR).

A viagem das pesquisadoras iniciou no dia 25 de janeiro. O projeto ACC-PHYTO contribui com os estudos conduzidos pelo Goal (www.goal.ocfis.furg.br) no oceano Austral. O Goal é um grupo de pesquisa multidisciplinar composto por pesquisadores e estudantes de diversas instituições brasileiras, além de colaboradores internacionais com atividades de pesquisa nas áreas de Oceanografia Física, Oceanografia Biológica, Oceanografia Química, Bio-ótica e Sensoriamento Remoto, Interações Oceano-Atmosfera-Criosfera e Modelagem Oceânica e Climática.

Dentro desse contexto, o projeto ACC-PHYTO investiga a estrutura física da Corrente Circumpolar Antártica (ACC) e as interações físico-biológicas no setor Índico do oceano Austral. "O sistema de correntes e frentes da ACC é extremamente importante para estudos climáticos globais, uma vez que atua como uma barreira física para a troca de massas de água polar e subtropical", explica o diretor do IO, Carlos Alberto Garcia.

Segundo Garcia, os sistemas de frentes oceanográficas da região são extremamente dinâmicos e sua variabilidade espaço temporal será estudada por sensoriamento remoto com imagens de satélites de diversas agências espaciais (NASA e ESA). Análises biológicas para determinação dos pigmentos fotossintéticos, através da técnica de cromatografia líquida (HPLC) serão realizadas no Brasil complementando os esforços amostrais do projeto. A participação brasileira no Programa Antártico Indiano foi viabilizada pela Coordenação para Mar e Antártica da Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência e Tecnologia.

O Instituto de Oceanografia – IO da Universidade Federal do Rio Grande – FURG está informando a nova composição das Coordenações de Curso e Programas de Pós-graduação do Instituto. Os coordenadores assumirão os cargos em 1º de janeiro de 2011, com mandato de dois anos.

GRADUAÇÃO:
Oceanologia - coordenador Prof. MSc. Luiz Carlos Krug; adjunto Prof. Dr. Luiz Felipe Cestari Dumont

PÓS-GRADUAÇÃO:
Aquicultura - coordenador Prof. Dr. Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior; adjunto Prof. Dr. Luís André Nassr de Sampaio

Oceanografia Biológica - coordenador Prof. Dr. Eduardo Resende Secchi; adjunto Prof. Dr. João Paes Vieira Sobrinho

Oceanografia Física, Química e Geológica - Prof. Dr. Mauricio Magalhães Mata; adjunto Prof. Dr. João Luiz Nicolodi

As coordenações dos cursos de Gestão Ambiental (Rio Grande e São Lourenço do Sul) estão com o Prof. Dr. Paulo Roberto Armanini Tagliani, com mandato até 13 de abril de 2012.

O Programa de Pós-graduação Lato Sensu em Ecologia Aquática Costeira tem por coordenadora a Profa. Dra. Grasiela Lopes Leães Pinho, cujo mandato irá até 12 de janeiro de 2012 e no Programa de Pós-graduação Strictu Sensu em Gerenciamento Costeiro o coordenador é o Prof. Dr. Milton Lafourcade Asmus, com mandato até 25 de fevereiro de 2012.

O coordenador adjunto do Programa de Pós-Graduação em Aquicultura do Instituto de Oceanografia (IO) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) Luis Andre Nassr de Sampaio está em Natal-RN até o dia 10 de fevereiro, onde participa de reunião da Sociedade Mundial de Aquacultura - WAS (sigla em inglês) para definir a programação do próximo Congresso Mundial de Aquacultura.

O congresso será realizado de 6 a 10 de junho, em Natal, em paralelo à Feira Nacional do Camarão (Fenacam), com o tema “Aquicultura para um mundo em transformação”. São esperados cerca de 4,5 mil participantes. O prazo para envio de resumos científicos (em inglês) para o evento foi prorrogado até o dia 12 de janeiro. Mais informações em www.fenacam.com.br.